Naquela Noite

Um forrózinho finlandês para vocês. O título da música quer dizer “Naquela noite”. A letra é bem legal. Quando eu tiver tempo eu traduzo.

Sinä Yönä

Haaveissaan tahtoo poika oppia tanssimaan
Kanssa tytön jolla maailma jo hallussaan
He kulkevat näitä samoja katuja
Jolla ei kysytä ei nimeä, ei tarinaa

Pojan uniin tytön kuva kantaa
Vaikkei oppinut vielä askeltakaan
Heidän tiet, ne ei koskaan kohtaa
Kun maailma heitä omiaan teitä kuljettaa

Sinä yönä kun juhannusruusut puhkeaa kukkaan
On katseesi onnellinen ja täynnä elämää
Sinä yönä kun juhannusruusut puhkeaa kukkaan
Tartu käteeni tiedän aamu vie sut pois

Jo kaukaa tunnistit ne kauniit kasvot
Ne jotka muistat vielä vuosien takaa
Hänen hymynsä sinun mielesi valaisee
Mut aika se jatkaa omaa kulkuaan

Veden pintaa pitkin illan sävelet kaiku kuljettaa
Kesä yö on täynnä taikaa
Nouset ylös, otat ensimmäisen askeleen
Soi yössä soitto kahden kitaran

Sinä yönä kun juhannusruusut…

______________________
Tradução inglês fornecida no App Forró Lyrics

On that night

In his dreams a boy wants to learn to dance
With a girl who already knows the world
They walk these same streets
Where no one is asking your name, neither your story

The picture of the girl comes to the dreams of the boy
Even though he didn´t learn a single step yet
Their paths, they will never come together
When the world is carrying them to their own paths

On that night when the mid-summer roses blossom
Your look is happy and full of life
On that night when the mid-summer roses blossom
Take my hand, I know the morning will take you away

Already from faraway you recognised that beautiful face
Which I remember still after many years
Her smile lightens up your mind
But the time continues it own flow

The echo carries the melody of the evening on the surface of the water
The summer night is full of magic
You get up, you take your first step
The play of two guitars can be heard in the night

On that night when the mid-summer roses blossom …
You believed that no one wanted you
That happiness is not even something for you
Please, open your heart
Only then can you feel the burn of the deep world

On that night when the mid-summer roses blossom

Música lusa

Foi um desconhecido, proveniente da terrinha, que me abordou no Facebook e numa troca de mensagens ele me mandou o link para essa canção, que eu gostei muito. A melodia me passa tranquilidade.

 

E o forró continua

E eu continuo na minha maratona de forró. Não que eu esteja dançando bem, mas eu acho que é animado.

De vez em quando eu danço com uns caras que fazem passos e piruetas que eu não consigo acompanhar, mas tudo bem. O que vale é a experiência. Quem sabe uma hora dessas eu consiga acompanhar esses passos loucos que eles fazem, que mais parece coisa de gafieira ou de jiu-jitso do que forró.

Urso polar – parte 10

Ah Cris, fala sério, depois de dois anos você ainda está falando nesse urso? Calma gente, a história de um ursinho acabou se transformando numa história super interessante (acho eu) envolvendo 5 ursos ao todo.

familiaQuando escrevi a última vez eles tinham aberto a porteira entre Smilla e Siku. O encontro deles foi meio truncado, mas eles se tornaram bons amigos.

Honestamente eu achei que o parque deixaria esses dois ursos juntos, mas a história de Siku tomou outro rumo. Colocaram Siku junto com seus irmãos, os gêmeos, e mais a mãe.

Li que Siku e seus irmãos se dão super bem, e brincam bastante. Mas a mãe de Siku (que não reconhece que Siku é sua cria), no começo ficou uma arara com o urso e não aceitava sua aproximação.

Bom, agora que a família está reunida, eu acredito que esse é o fim da história.

Siku, Ilka e os gêmeos Nanu e Nuno (uma fêmea e um macho).

O que você acha? Mãe e filhos reunidos, não foi um final feliz?

Aqui vai um vídeo deles brincando:

Piada de mineiro

Mineirim foi se consultar e o médico perguntou o que ele tinha.

Ele disse que tinha: uma muié, uma vaca e uma galinha.

– Não é isso que quero saber, disse o médico. Quero saber o que o senhor está sentindo.

O mineirim respondeu: Eu tou sentindo vontade de separar da muié, vender a vaca e comer a galinha com quiabo!

Piada de mineiro

Num hospital psiquiátrico estão internados três paulistas e um mineiro.

O primeiro paulista diz: “Eu sou riquíssimo, vou comprar o Citybank!”
No que o segundo paulista retruca: “Sou mais rico ainda e quero comprar as ilhas Caimãs!”
O terceiro paulista então diz: “Mas rico como eu, você não é. Quero comprar a Microsoft!”
O mineiro pensa, pensa e diz: “Não vendo!”

Urso polar – parte 9

625605_541085005929652_1215603024_n Poxa vida, Cris, você vai mesmo ignorar Siku e só acompanhar os gêmeos daqui pra frente? Você não tem coração, não?

Coração eu até que tenho, mas acho que já estou influenciada pelo gelo dinamarquês.

A história de Siku tomou um novo rumo na semana passada. Quando em fevereiro eles publicaram uma foto do Siku dando um alô para sua nova vizinha, a Smilla, uma ursa de 23 anos, nunca nem passou pela minha cabeça que esse alô foi intencional.

Smilla e Siku foram vizinhos por alguns meses e semana passada saiu então no noticiário que agora chegou a hora em que Siku terá que aprender a ser um urso polar de verdade. Aprender a como se comportar, a reconhecer o perigo quando um outro urso está zangado, e assim vai. Eles resolveram colocar Siku e Smilla juntos. Não, eles não vão ser namorados. A função de Smilla é “ensinar” Siku a ser um urso de verdade, coisa que ele não aprendeu, já que ele foi criado na mamadeira, dormindo no sofá e brincando de bichinho de estimação com seu treinador.

hilsen pa smila

O primeiro dia foi meio desajeitado. Siku estranhou o novo território. Ele estava acostumado com uma área plana e o novo local é bem mais íngrime. Então chegou Smilla, que também não colaborou. Siku parecia bem apreensivo mas ao mesmo tempo estava muito curioso para chegar perto. Smilla não gostou da maneira de como ele tentava se aproximar.

O final da entrevista termina dizendo que o treinador acha que Siku e Smilla serão bons amigos durante o verão.

A história atrás dos bastidores é de que Smilla veio para o parque de um outro zoológico. Quando ela chegou no parque ela estranhou que não tinha tanto cimento, mas gramado. Ela também não se acostumou a morar junto com outros ursos polares. Eles não faziam nada para ela, mas os treinadores viam que ela não estava se sentindo bem ali. Ela tem somente 200 kg e os outros ursos eram bem maiores.

Mas Siku ainda é pequeno e tem somente 153 kg e por isso eles acham que essa combinação, Siku e Smilla, seria perfeita. Para ajudar Siku a se comportar como um urso, e para ajudar Smilla a perder o medo e aceitar morar com outros da mesma espécie.

Eles não colocaram os dois definitivamente juntos. Eles abriram a porta entre as duas áreas, deixando Smilla visitar a área de Siku e vice-versa. A idéia no entanto é que os dois sejam companheiros por um período maior.

Urso polar – parte 7

427753_349694141735407_1556321121_nCaramba, Cris, mas você ainda está falando desse urso? Não tem mais assunto, não?

Ter, eu até que tenho, mas a história não acabou e fica ainda mais interessante. Enquanto um pezinho vira um pezão, outras coisas estão rolando e o parque manteve a notícia em segredo por 7 semanas.

Ilka, a mãe de Siku, teve uma nova ninhada. E de gêmeos! No passado Ilka perdeu vários de seus filhotes porque ela não produz leite. Foi o que aconteceu com Siku em 2011, e como você sabe, foi aí que o pessoal do parque resolveu intervir e tomar conta do ursinho.

Dessa vez eles mantiveram o nascimento dos gêmeos em segredo porque eles estavam aflitos que a mesma coisa aconteceria, que Ilka talvez não tivesse leite. Mas eles também estavam ansiosos, porque eles resolveram fazer uma tentativa inovadora: Ilka recebeu medicação para estimular a produção de leite. E funcionou. Essa é a primeira vez no mundo que esse tipo de tratamento funciona numa ursa polar.

277742_442819332422887_1786074059_oOs gêmeos nasceram no dia 21 de novembro de 2012. No vídeo abaixo da TV2 eles mostram a entrevista com o treinador, onde ele conta que todos no parque estavam preocupados para saber se o tratamento tinha funcionado ou não, mas que quando, dois dias depois do nascimento, eles escutaram uns “mugidos” de contentamento dos ursinhos – que eles reconheceram pois era o mesmo barulho que Siku fazia após ser amamentado e queria dizer que ele estava satisfeito – então foi só alegria. “Yes! yes! yes!” diz ele na entrevista.

Ele também conta que naquele momento eles estavam curiosos para saber se são dois machos, duas fêmeas ou um de cada sexo, mas como é Ilka que está tomando conta dos bichinhos e não tem como chegar perto para ver, então ele tem que se contentar em acompanhar pela câmera.

O treinador diz também que o desenvolvimento dos ursinhos está indo bem, e que eles brincam bastante. Aliás, brincam tanto, que Ilka sai de perto deles várias vezes ao dia para ter um pouco de sossego!

Também foi informado que Ilka  tem 19 anos e que é mais ou menos nessa idade que as ursas encerram sua vida reprodutiva. Então eles não sabem se Ilka terá mais uma ninhada ou não.

Agora nesse mês de abril o parque abre para o público e será possível ver Ilka e os ursinhos de perto. Eu estou pensando seriamente em viajar para a península da Jutlândia para ver Siku e os ursinhos de perto e tirar umas fotos. Vamos ver se eu terei pique para isso!

Piadinha de profissões

Três amigos, um MÉDICO, um CÔMICO e um BOTÂNICO, resolveram fazer uma pescaria no pantanal.
Eis que, dois dias depois, remando pelos rios e igarapés, dão de cara com um índio e ficaram maravilhados.
Foram conversar com o índio e acharam que deviam falar com ‘SOTAQUE DE ÍNDIO’.
– NÓIS PESCANDU. Peixe muito bom. E índio como tá?
– Índio também PESCANDU.
– Água muito boa de pescar! O que o índio acha?
– Índio acha bom também.   HOMI BRANCO TUDU PESCADOR?
  Os homens brancos responderam:
– Nããão, mim MEDICU, ele COMICUe o outro BOTANICU….
– E índio?
– MIM TÁ FORA!!!

Urso polar – parte 5

101 dias_2Depois de 18 semanas Siku já estava com 23 kg. Foi nessa época que eu resolvi escrever para o parque escandinavo perguntando se algum dia ele seria apresentado para a mãe, Ilka.

Naquela época eu não tinha visto todos os vídeos e não estava sabendo que provavelmente a ursa não o reconheceria.

No email de resposta eles me explicaram isso e me disseram que pouco-à-pouco Siku terá oportunidade de ver os outros ursos através da cerca que separa as áreas do parque.

Na resposta também incluíram uma fotografia que me deixou muito contente. Era uma foto do Siku dando um alô para a sua mãe através da cerca.

siku hilser pa sin mor Ilka

Hoje, enquanto eu escrevo essa postagem, eu descobri que a câmera gravou outros dias em que Siku deu um alô para sua mãe.

Eu sei que os especialistas dizem que Ilka não reconheceria Siku, mas dá uma olhada como ela ficou interessada no ursinho. O vídeo fica melhor a partir de 1:32.

Viu como o ursinho ficou com medo? Judiação. Só de pensar que um dia ele será apresentado para os ursos grandes…