Festa

Volta e meia o povo me pergunta por que eu não faço videolog no YouTube. Gente, minha vida é tão sem graça. Quer um exemplo. 

Hoje de noite tem uma festança do Internations num restaurante badalado no topo de um prédio chique aqui de Copenhague. Eu sou membro do internations e entro praticamente de graça na festa, se chegar antes das 11 da noite. A festa começa com jantar para quem quiser a partir das 19 horas. 

O código de vestimenta é roupa branca. 

Eis que eu passei o dia me enrolando. Choveu horrores, dormi quase o dia inteiro. Quando acordei, já eram sete da noite. Um solaço começou a brilhar (mas frio, 13 graus e vento, afinal, isso aqui é Dinamarca). 

Eu poderia ter me arrumado e saído de casa gravando o vídeo para o YouTube, certo? Mas sabe o que eu fiz? 

Resolvi tocar piano. Então resolvi tomar um banho longo. Já que estava ali, resolvi lavar o box do banheiro. Nisso o relógio já estava mostrando 21:30. 

Resolvi então requentar uma comida que tirei do freezer. 

Enquanto comia, checava o horário do ônibus para ir para o centro. Tinha saída de dez em dez minutos, mas eu comecei a calcular: preciso de uns 15 minutos para escovar dentes e passar uma maquiagem. Mais uns minutos para achar uma jaqueta e dinheiro, pq não aceita cartão na festa. 

Com meus cálculos, mais o tempo que demoraria para chegar lá, eu já estava atrasada e não chegaria antes das 11 da noite. E depois desse horário, o preço da entrada era beeeeeem caro. 

Acabei que desisti de ir. Estou toda vestida de branco, mas resolvi que vou ficar em casa, vendo o por do sol da minha sacada, tomando chá de cidreira que trouxe do Brasil em 2014, escutando Festa do Interior. 

Viu como não dá certo essa história de videolog?! Minha vida é monótona demais! Rsrsrs

Agora vou lá caçar um filme no Netflix para assistir. Enquanto isso, a festa é aqui na minha cozinha, ao som de Gal Costa! 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *