Irônico

Achar produtos brasileiros na Dinamarca sempre foi um desafio. Coisinhas como polvilho, mistura pra pão de queijo, azeite de dendê, palmito… essas coisas e muitas outras com as quais estamos acostumados no Brasil, não se encontra na Europa, a não ser em lojinhas especializadas que importam.

Percebo que essas lojinhas, muitas somente online, não sobrevivem muito tempo. Mas sempre dava pra achar alguma.

Mas justamente agora, que eu convidei as meninas do meu trabalho para conhecer meu cafofo e provar uma comidinha brasileira, eu não encontro nenhuma loja. Todas as lojinhas na Dinamarca fecharam.

E o mais irônico, é que fui ao Brasil duas vezes recentemente, e não trouxe nada na bagagem, porque pensei, pra que carregar peso se posso comprar nas lojinhas lá na Dinamarca mesmo. E agora?

Estou olhando o que tem nos países mais próximos, como Alemanha, e Inglaterra, e que entregam no exterior. A maioria não entrega, e os que o fazem, custa super caro. Vou até Berlim nesse fim de semana, e em teoria poderia tentar achar um lugar lá, mas eu estou indo para um festival de forró. Ficar caçando lojinha, quando a agenda já está pra lá de lotada, não estava na minha programação. Principalmente porque Alemanha é muito atrasada em matéria de horário de funcionamente. Tudo fecha no sábado uma da tarde e só reabre na segunda-feira  – na Dinamarca era assim também 18 anos atrás quando vim pra cá, mas agora os tempos são outros… dez da noite a gente acha supermercado aberto… até aos domingos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *