Ano Novo

Espero que todos tenham tido um ótimo Natal e que estejam se preparando para entrar em 2014 com o pé direito.

anonovoPara quem está interessado em saber como é a comemoração do ano novo na Dinamarca…

Enquanto os brasileiros estão comprando roupas brancas para passar o reveillon, ou fazendo planos para pular 7 ondas e ver as oferendas para Iemanjá, os dinamarqueses estão desde já preparando o seu melhor modelito preto e comprando chapéus e óculos engraçados, máscaras, serpentina, confeti, fogos de artifício e rojões.

O cardápio de alguns brasileiros inclui lentilhas, arroz, salada, carne, peixe, mas nada que ande ou cisque para trás, não é mesmo? (Ei, não estou julgando ninguém. Cada um tem suas próprias superstições.) Por aqui, no entanto, come-se qualquer coisa, mas tem gente que mantém a tradição de comer bacalhau.  Uma curiosidade que você talvez não saiba, o bacalhau que vende aqui é fresco, ao contrário do bacalhau que vende no Brasil. Porém a origem do bacalhau daqui o do daí é a mesma: Noruega. (Opa, Cris, você está enganada. O bacalhau que vende no Brasil é comprado em Portugal. – Sim, eu sei, mas os portugas compram o peixe fresco na Noruega, eles o salgam que é para preservar, e depois mandam para nós, tupiniquins.)

Uma diferença brutal é a qualidade dos fogos de artifícil. Enquanto nós brazucas estamos acostumados com shows pirotécnicos fantásticos, patrocionados por grandes hotéis, clubes e algumas prefeituras, por aqui eles se contentam com meia-dúzia de fogos mixurucas, comprados pelos próprios residentes. O engraçado é que tem gente que gasta horrores em fogos. Mas eu entendo. Deve-se aproveitar, já que o Ano Novo é único dia do ano em que é permitido soltar rojão e fogos.

Em função disso eu imagino que a noite de Ano Novo é a noite mais movimentada nos hospitais dinamarqueses – enquanto no Brasil é toda noite de partida de futebol, não é?

Todo ano é a mesma coisa, no dia primeiro de janeiro a gente lê e escuta sobre as tragédias, quantos perderam os dedos ou a mão soltando fogos, quantas crianças foram atingidas, quantos ficaram cegos e de vez em quanto, até algumas fatalidades.

E falando em todo ano é a mesma coisa, momentos antes da meia-noite a TV dinamarquesa sempre mostra a mesma coisa. Mas sobre isso eu escrevi ano passado, no post Mesmo Procedimento.

E isso é o que acontece no Ano Novo para quem fica aqui. Afortunados aqueles que escolhem viajar para lugares quentes.

2 thoughts on “Ano Novo

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *