Piadinha suja

Já que estamos no ritmo das piadas fortes…

A importância de ler os manuais

Estava lá o empregado da fazenda de vacas leiteiras lavando e limpando o curral, quando deparou com uma máquina moderna de ordenha.
Curioso, ele começou a apalpar a máquina até que ela lhe chupou um dedo.
Mente suja, meio taradão, ele colocou o ‘bilau’ na máquina. E a máquina chupava como uma doida. E ele ali, fazendo aquela cara de prazer até atingir o orgasmo.
Rapidamente, seguiu-se um segundo orgasmo. Na hora em que foi tirar o pingolim da máquina, cadê que ele saía? Puxou e nada.
E a máquina chupando.
E ele puxava e nada. Desesperado, ele começa a procurar o botão pra desligar aquela coisa, e a máquina chupando…
Já todo descabelado, pálido, com as pernas bambas, ele viu a plaquinha ao lado:

‘DESLIGA AUTOMATICAMENTE AO ATINGIR CINCO LITROS’

Piadinha

Velhinha essa piada, mas vale a pena relembrar.
Alerta: Meio picante. Se alguém tiver problema com as piadas sujas da tia Cris, não recomendo.

E o Balde?

Sempre tive um tremendo tesão pela vizinha do apartamento ao lado.
Vivia pensando num jeito prá traçá-la.
Um dia, conversando com o marido dela, ouvi dele:

– Preciso pintar meu apartamento, mas trabalho o dia inteiro e chego cansado.
Tentei contratar um pintor, mas o cara pediu os “olhos da cara” …

Aí tive a idéia:
– Não seja por isso. Estou de férias e pintar paredes é o meu hobby.
Posso fazer o serviço pra você, com prazer.

O marido aceitou feliz, a oferta.
Bom papo que eu sou, mal comecei a pintar o apartamento e consegui levar a mulher pra cama.

Só não esperava que o marido fosse esquecer os documentos em casa e voltar, justo nesse dia.
A mulher, ouvindo o marido abrir a porta da sala, correu para o banheiro e o marido me encontrou peladão, no quarto, em cima da escada, dando umas pinceladas na parede.

Aos berros, perguntou:
– O que é isso, cara?! …Começou pelo quarto? …e nu?!
– Ora, estou pintando de graça, começo por onde quiser.
– Mas nu?
– Queria que eu manchasse a minha roupa com tinta?
– Mas de pinto duro ? ! ? !
– E onde é que eu vou pendurar o balde?

Piadinha

Essa é velha, mas vale a pena relembrar.

O troco

Um milionário, de passagem por São Paulo, entra no luxuosíssimo
restaurante e senta no piano bar.

Chama o Chef, pede uma dose de uísque Royal Salute e reserva uma mesa
para jantar.

Após a quarta dose indica ao Chef que irá para a mesa, sendo atendido
prontamente.

Sentado, consultando o Menu sem preços, se surpreende quando o Chef,
em pé ao seu lado diz:

– Doutor, é política da casa informar aos clientes o valor das contas
separadas da mesa, no seu caso a do piano bar: sua despesa foi de R$
0,60.

– Acho que houve um engano. Eu tomei quatro doses de Royal Salute.

– Com todo o respeito, nós nunca nos enganamos:
quatro doses a 0,15 centavos cada dá exatamente 0,60 centavos.

– Tudo bem, não quero discutir, vamos à comida, anote, por favor:

– Pois não.

– De entrada eu quero caviar da Ucrânia com lentilhas finlandesas;
depois Salmão da Escandinávia com recheio de gengibre sul-africano e
batatas inglesas douradas em queijo de cabras francesas. Ah! E para
beber, um Rotschild safra 1891.

– Ótima escolha Doutor, mas cabe a mim, como chef, alertá-lo que isso
ficará um pouco caro.

– Olha, amigo: primeiro, eu não perguntei o preço e, segundo, estou
achando que isso aqui é uma casa de malucos, mas já que você insiste,
pode falar.

– Pois não Doutor, o seu pedido vai ficar em R$ 18,00.

– Você só pode estar brincando. Cadê o dono desse lugar?

– Está lá em cima com a minha mulher.

– E o que é que ele está fazendo lá em cima com a sua mulher?

– O mesmo que eu estou fazendo aqui embaixo com o restaurante dele…

Piada

Pedido de aumento

O jovem empregado vai à sala do diretor da empresa onde trabalha:
_Senhor diretor, vim aqui para lhe pedir um aumento. E adianto já que há quatro empresas atrás de mim.

Com medo de perder aquele promissor talento, dobra-lhe o salário … as empresas valorizam os funcionários quando eles recebem outras propostas..

_Mas mate-me uma  curiosidade. Pode dizer-me quais são essas quatro empresas?

_Sim, senhor. A da luz, a da água, a do telefone e o meu banco!!!

Piadinha

O gerente chama o empregado da área de produção, negão, forte, 1,90m de altura, 100kg, recém admitido, e inicia o diálogo:  
_Qual é o seu nome?

_Eduardo
responde o empregado.  
_Olhe,
– explica o gerente –eu não sei em que espelunca você trabalhou antes, mas aqui nós não chamamos as pessoas pelo seu primeiro nome. Isso é  muito familiar e pode levar a perda de autoridade. Eu só chamo meus  funcionários pelo sobrenome: Ribeiro, Matos, Souza… Então saiba que eu sou seu gerente e quero que me chame de Mendonça. Bem, agora quero saber: qual é o seu nome completo?
O empregado responde:    
_Meu nome é Eduardo Paixão.
_Tá certo, Eduardo. Pode ir agora…

Barbeiro

Piadinha

O BARBEIRO

O florista foi ao barbeiro para cortar seu cabelo. Após o corte perguntou ao barbeiro o valor do serviço e o barbeiro respondeu:
– Não posso aceitar seu dinheiro porque estou prestando serviço comunitário essa semana. O florista ficou feliz e foi embora.
No dia seguinte, ao abrir a barbearia, havia um buquê com uma dúzia de rosas na porta e uma nota de agradecimento do florista.

Mais tarde no mesmo dia veio um padeiro para cortar o cabelo. Após o corte, ao pagar, o barbeiro disse:
– Não posso aceitar seu dinheiro porque estou prestando serviço comunitário essa semana.O padeiro ficou feliz e foi embora.
No dia seguinte, ao abrir a barbearia, havia um cesto com pães e doces na porta e uma nota de agradecimento do padeiro.

Naquele terceiro dia veio um deputado para um corte de cabelo. Novamente, ao pedir para pagar, o barbeiro disse:
– Não posso aceitar seu dinheiro porque estou prestando serviço comunitário essa semana. O deputado ficou feliz e foi embora.
No dia seguinte, quando o barbeiro veio abrir sua barbearia, havia uma dúzia de deputados fazendo fila para cortar cabelo.

Piadinha

O Enterro

Saindo do supermercado um homem se depara com uma inusitada procissão de
funeral.
Achou aquilo muito estranho e parou para olhar.
Vinha um caixão preto e logo atrás um segundo caixão preto.
Em seguida, vinha um homem sozinho levando um doberman na coleira.
Finalmente, atrás dele, uma longa fila indiana só de homens.
Não contendo a curiosidade, ele se aproxima delicadamente do homem com o
cachorro e diz, baixinho:
– Meus sentimentos por sua perda… Eu sei que o momento não é
apropriado, mas eu nunca vi um enterro assim! O senhor poderia me dizer
quem faleceu?
– Bem… No primeiro caixão está a minha esposa.
– Puxa! Sinto muitíssimo!
– O que aconteceu com ela?
– Esse meu cachorro. . . Ele a atacou. . .
– Nossa, que tragédia! E o segundo caixão?
– Está minha sogra. . . Ela tentou salvar a filha. . .

Fez-se um silêncio consternado. Os dois olham-se nos olhos.

Então o cara com as sacolas do mercado na mão diz:
– Me empresta o cachorro?
E o viúvo responde:
– Entra na fila!

Piadinha

Numa cidade do interior (de Minas, claro… onde mais poderia ser?) dois padres costumavam se cruzar de bicicleta na estrada todos os domingos, quando iam rezar a missa nas suas respectivas paróquias.

Mas certo dia, um deles estava apeado.

Surpreso, o outro padre parou e perguntou:

– Uai, ondéquetá a sua bicicleta, Padre Josias?

– Foi roubada! – responde o outro padre – Creio que no pátio da igreja.

– Mas que absurdo! – exclamou o ainda ciclista.

– Eu tenho umideia pra saber quem foi: na hora do sermão, cite os 10 mandamentos.
Quando chegar no «Não roubarás» dá uma paradinha e óia bem nozóio dos fiéis…
O culpado, certezzzzz, vai se denunciar!

No domingo seguinte, os padres cruzam-se de bicicleta.

O padre que deu a idéia diz:

– Parece que o sermão deu certo, né não Padre Josias?

– Mazomenos… – responde ele – na verdade, quando cheguei ao «Não desejarás a mulher do próximo» cabei lembranu ondé qu’eu tinha deixado a bicicleta!