Pedra 

As coisas melhoraram um pouco. Dancei bastante na festa de sábado e domingo amanheceu ensolarado. 

Peguei a balsa e fui de Stavanger para Tau, depois o ônibus até o pé da montanha onde fica a preikerstolen. 

Já os primeiros 50 metros de escalada acabaram comigo. Taquicardia, falta de ar, suadouro. Gente, estou fora de forma. 

E ao meu redor tinha velhinho de bengala, criança e até cachorro subindo o morro. Pensei comigo: se esse cachorro fru-fru consegue subir, eu também consigo! E fui. 

É uma escalada de duas horas. Fiz em uma hora e vinte, pq eu estava preocupada com o tempo. Meu vôo de retorno era 6 da tarde e para voltar a tempo eu teria que começar a descida 12:45. Acho que foi essa afobação que me cansou tanto. 

Faltando uns 45 minutos de escalada, o tempo virou. Foi rápido. Começou de repente a chover torrencialmente e fiquei enxarcada. 

Chegando na pedra, a vista não estava boa por causa da chuva e das nuvens. E vinha o vento, que frio. Passei frio demais. Mas fiquei lá em cima por quase uma hora pq parecia que ia clarear um pouco. Mas foi pouco e resolvi começar a descida 12:30 porque as pedras estavam escorregadias e achei que ia demorar mais pra descer. 

Eis que durante a descida eu encontrei meus amigos fazendo a subida! Foi legal. 

Desci. Muita gente escorregando e caindo perto de mim, e eu estava toda satisfeita que minha escalada tinha sido perfeita. Quase perfeita. Levei um escorregão e tombasso nos últimos metros! Me esfolei, mas não faz mal. É souvenir da viagem! 

E foi entrar no ônibus que o sol apareceu. Realmente a sorte não estava do meu lado nessa viagem. 

Chegando no aeroporto, vôo cancelado. Estou aqui faz 4 horas aguardando novo vôo. 

3 thoughts on “Pedra 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *