Diário de viagem – Ilhas Canárias

20 de dezembro

Copenhague – Madrid – Tenerife Norte

Cheguei pelo aeroporto norte de Tenerife, que antigamente se chamava Los Rodeos. Esse aeroporto tem uma história bem trágica. Nele, em março de 1977, aconteceu o maior acidente aéreo de toda a história da aviação. Foram 583 mortos. Somente 61 sobreviventes.

Ler sobre a história da colisão dos dois aviões na pista de decolagem, e a quantidade de erros que levou a esse acidente, deixa a gente numa curiosidade para saber mais.
Assisti a trocentos vídeos e documentários sobre o acidente, e li uma infinidade de artigos. Recomendo pesquisar na internet. Fascinante saber que esse acidente foi o que determinou muitas mudanças e melhoras para evitar acidentes, inclusive com regras de como os pilotos conversam entre si e com a torre.

Eu dormi num airbnb por uma noite e na hora de ir embora, a dona da casa me deu uma carona para o aeroporto. Ela me contou que a sua avó morava perto do aeroporto e, que no dia do acidente, havia um cheiro forte de carne assada no ar.
Claro que tinha cheiro de carne. Mais de 500 pessoas assadas na explosão!

Tenerife Norte – La Palma

Bom, continuei viagem e tomei um avião pequeno até a ilha La Palma.  

Foi a primeira vez que entrei num avião e na minha passagem dizia: assento livre. O assento não era marcado/reservado por passageiro. Podia sentar onde quisesse. Achei muito estranho. Nem no busão convencional Paranaguá-Curitiba não é assim. Rs
30 minutos de vôo.

21 de dezembro

Santa Cruz de La Palma à Los Llanos

Na minha chegada notei uma diferença brutal na temperatura. Estava bem mais quentinho em La Palma. Aleluia!

Tomei um ônibus para cruzar a ilha. Gente… GENTE… achei que ia colocar minhas tripas para fora de tanto enjoo. A estrada tem mais curvas que a estrada da Graciosa, e eu lá no fundão do ônibus. Nossa, foram os 50 minutos mais longos da história.

Esta entrada foi publicada em Viagens. ligação permanente.

2 Responses to Diário de viagem – Ilhas Canárias

  1. Comedor de Nissin Lamen diz:

    Ohh loco 61 passageiros sobreviveram, vou pesquisar sobre esse acidente.
    Sobre o assento livre, se vc pegar qualquer onibus que roda dentro da cidade cheirosa, vc tem direito de escolher em qual assento sentar, se quiser sentar no assento preferecnial (PODE) pq é preferencial, hahahaha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *