Coração perdido

Ontem, saindo de casa de manhã cedo, vi – pendurado do lado de dentro da porta principal do meu prédio – uma nota escrita à mão que dizia: Isso é seu? Encontrado na escada. Abaixo havia um brinquinho de coração pendurado na folha.

Eu dei uma olhada no brinco, e com certo espanto, disse em voz alta: uau, brinco igual ao meu. E fui embora para o meu trampo pensando que uma das minhas vizinhas tem um brinquinho igual ao meu. O que não seria de estranhar, já que é um brinquinho da Pilgrim, marca local.

Hoje de manhã, me arrumando para trabalhar, eu estava vasculhando meu porta-joias a procura do brinco que queria usar hoje, quando me deparo com o coraçãozinho igual ao que está pendurado lá embaixo na porta do prédio. Vi um coração só. Cadê o outro? Vasculho, vasculho, e nada. Tirei tudo de dentro do potinho e, brinco por brinco, coloquei tudo de volta. Gente, só tinha um coração. Não vai me dizer que é o meu coração que está pendurado lá embaixo no saguão do prédio? Mas como? Eu não uso esse brinco há quase 2 anos!

Essa é uma história para o Sherlock Holmes resolver?

Foi quando meu olho bateu num brinco gigante, bem extravagante cheio de penduricalhos que usei uns dias atrás quando eu estava com vontade de me vestir de viúva Porcina (se você é da época da novela Roque Santeiro vai entender). A única coisa que explicaria um coração perdido, seria se ele tivesse grudado no brincão – sem que eu tivesse notado – e quando eu desci as escadas do prédio, o coraçãozinho caiu e eu nem percebi. Ou isso, ou meus brincos têm vida própria e andam passeando por aí.

Esta entrada foi publicada em Coisas da Dinamarca com as tags , . ligação permanente.

4 Responses to Coração perdido

  1. Cabeça Disneyssauro diz:

    Já tenho outra teoria, o mais sensato é, você foi abduzida e sem querer deixar o brinco caiu, hehehe
    ainda bem que a pessoa coloco o recado, pode ser um sinal que a pessoa quer uma amizade agora é descobrir qual vizinho, hehehehe
    Pooooo, já pensou em escrever um livro? hehehe

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *