Piano confuso

Por pelo menos dois anos eu não toquei no meu piano.

Minha cabeça estava muito ocupada com estudos, trabalho… E o piano, que deveria ser algo para me relaxar, estava me estressando. Então parei.

Lembro que, dois anos e cinco meses atrás quando me mudei para o pardieiro onde moro atualmente, eu paguei super caro para transportar esse piano. Só em pensar que usei tanta grana e nem sequer abri o piano nesse tempo.

Mas ontem não sei o que me deu. Abri o piano. Limpei a poeira. Achei que os dedos não lembrariam nenhuma peça, porém de repente comecei a tocar uma, sem precisar pensar muito. Foi bem automático e cometi poucos erros.

Eu achava que estava tocando um Bach, mas quando terminei de tocar, fui procurar a partitura, e o que eu toquei não era a peça que eu achava que era. Me deu um branco. Olhei várias partituras e não achei o que eu tinha tocado.

Pensei que talvez fosse algum outro Bach e eu fiquei de achar a partitura mais tarde.

Hoje de manhã acordei com uma impressão de que aquela música que toquei ontem não é Bach coisa nenhuma. Estou achando que é um estudo de Czerny. Vou ter que caçar essa partitura mais tarde para ter certeza.

Muito estranho tudo isso. Eu nunca antes tinha tocado algo e nem sequer lembrar o que estou tocando. Gente, será que é a idade que faz isso com a gente ou é o estresse?

Esta entrada foi publicada em Cá entre nós. ligação permanente.

3 Responses to Piano confuso

  1. Sr. Madruga diz:

    To com medo, isso poder ser absução alienígena, hehehe
    Voltei, to de volta, depois de uns meses sumido.
    Tambem achei estranho, temos que fazer alguns questionamentos, você consumiu bebidas alcoólicas?
    Quando tocava bateria, se ficasse 2 meses sem treinar, quando sentava e começava, parecia que tinha passado esses 2 meses treinando (fica melhor), ex. alguma técnica que não conseguia axecutar, depois de 2 meses conseguia de boa.

    • Cristiane diz:

      Bem-vindo de volta ao blog!
      Questionamentos hein… Vamos lá. Bebidas alcoólicas. Se o incidente tivesse acontecido semana passada, eu teria dito sim, mas esse mês inteirinho eu prometi que não vou beber.

      Sério que ficar sem tocar por um tempo ajudava pra ti na bateria? Puxa vida, eu acho piano tão ingrato. Se ficar sem praticar, perde a prática.

      • Seu Madruga diz:

        Olá novamente e bem-vindo de volta ao blog! É ótimo ver que você é a proprietária de um blog e que tem uma comunidade fiel que aprecia suas histórias.
        Curiosamente, eu percebi que, por mais que eu praticasse, às vezes eu não conseguia evoluir. Embora se diga que ‘a prática leva à perfeição’, havia momentos em que algo simplesmente não entrava na minha cabeça ou eu não conseguia colocá-lo em prática. No entanto, aconteceu que, sem qualquer esforço, eu conseguia aprender ou fazer aquilo que antes parecia impossível.

        Sucesso, fique na paz!!
        se cuida.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *