Viagens e o rato

Nos últimos 4 anos eu viajei muito. Muito mesmo. Acho que meus colegas de trabalho se acostumaram a me ver de mala ou mochila nas costas quase toda sexta-feira, a caminho do aeroporto, e agora, que eu não tenho mais viajado tanto, eles acham estranho que eu trabalho até tarde nas sextas. Todo mundo anda me perguntando, quais meus planos de viagem esse ano.

Engraçado, mas justamente esse ano, eu não estou programando nenhuma viagem. Eu tinha pensado em Japão e Rússia, mas não estou animada. Ando numa fase que não tenho vontade de fazer nada. Pensando melhor: mentira. Tenho vontade de sumir.

Cheguei a pensar que: se estou infeliz aqui, então prefiro estar infeliz num lugar com sol, calor e bela natureza. Acho que decidi me mudar da Dinamarca. Comecei a olhar o que tem de emprego em outros países da Europa. Vamos ver o que o ano do rato vai me trazer.

Ahhh, eu não falei disso ainda no blog. Dia 25 de janeiro começou o ano novo chinês. Saímos do ano do porco e entramos no ano do rato. E o rato de metal!

A previsão do ano está muito boa para o meu signo chinês, mas confesso que isso me deixa apreensiva. Dois anos atrás, estávamos no ano do cão, e a previsão era tão boa quanto agora, porem 2018 foi um ano que acabou comigo. Muito sofrimento e decepção. E gato escaldado tem medo de água fria. Vamos ver se 2020 vai dar uma colher de chá.

This entry was posted in Cá entre nós. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *