Voltando à ativa

Tô um caco de cansaço. Acabei (literalmente) de entregar a minha prova da faculdade.

Está um sol maravilhoso lá fora, e eu, depois de passar mais de 6 semanas trancada estudando feito uma louca, deveria estar jubilante de ter terminado a bendita prova com mais de 26 perguntas, mas estou tão cansada, que não tenho vontade nem de tirar o pijama.

Espero que a partir de amanhã eu consiga tirar esse estresse do corpo e consiga descansar e aproveitar os 4 meses de férias da faculdade e aproveitar um pouco o verão.

Acho que para relaxar o corpo vou tomar um copo de vinho. Não são nem meio-dia ainda, mas tô precisando! rsrsrs

A boa notícia que tenho para compartilhar é que uns dias atrás eu recebi uma carta do instituto do soro dinamarquês me dizendo que se eu quiser ser vacinada contra o covid, que eu poderia marcar horário.

Minha primeira vacina será na quarta, dia 9 de junho. Será a vacina da Pfizer. Acho que depois de receber a vacina, eu poderei voltar aos poucos à ativa. Caminhar pela cidade. Ir a um restaurante ou lanchonete, visitar mais gente, quem sabe voltar a trabalhar do escritório.

Eu me isolei demais desde dezembro. Uma por causa do lockdown. Só agora que a Dinamarca está reabrindo. Mas também porque eu não tinha energia para fazer nada, além de trabalhar e estudar.

Quem sabe agora, nesses meses de férias dos estudos, eu tenha mais novidades para postar no blog.

Espero que todos estejam bem. Deixe um recadinho me contando o que acontece de bom na vida de vocês.

Esta entrada foi publicada em Cá entre nós. ligação permanente.

4 Responses to Voltando à ativa

  1. Gabriela Sakuno diz:

    Aqui em Portugal tudo está voltando ao “normal”, parece que seremos vacinados (30 anos pra cima) a partir de Agosto. Mas acho que depois de tanto tempo nessa já não somos mais os mesmos e os rolês não são mais tão divertidos como antes… Essa semana que passou fui ver como seria voltar a ativa social nos meetups de expatriados em Lisboa e… que porre! Antes era tão divertido agora não há mais graça. Fiquei tanto tempo sem beber, com tanto cuidado comigo e reflexões tão profundas de autoconhecimento, e de repente beber, tentar socializar com estranhos, com assuntos e relações tão superficiais, hunf… que canseira! Tu também vai perceber diferença em si quando tentar fazer algo “normal” que fazia antigamente. O mundo mudou e mudamos também.

    • Cristiane diz:

      Tenho pensando nesse teu comentário faz dias, Gabi.

      Primeiro fiquei imaginando se os encontros estão chatos porque, depois de tanto tempo sem atividades interessantes para fazer por causas das restrições covid, as pessoas não têm assunto nem nada para compartilhar. Quem sabe isso melhore com o tempo.

      Mas hoje, relendo o artigo, percebi que vc falou que esteve com um grupo de expatriados. Não sei se você teve sorte com grupo de expatriados antes, mas eu sempre achei encontros com expatriados muito superficiais e uma perda de tempo. Por um tempo eu paguei para ser membro do Internations, mas depois percebi que não faria amizades com esse grupo. Tive a impressão de que eles não querem conhecer ninguém a fundo, pois estão por aqui temporariamente.

      Mas não sei se vc teve melhor sorte do que eu….

  2. Gabriela diz:

    Pois é, eu demorei um tempo pra perceber que esses meetups de expatriados não dão em nada senão conexões superficiais e passageiras, e que é sempre muito direcionado à bebedeira. Enfim, pelo menos fiz uma amiga de verdade lá e já somos amigas desde Outubro de 2019; os outros que mantenho contato são bastantes superficiais.

    Também voltar a ativa em aplicativos de encontro não tem funcionado este ano pra mim, já foram 5 tentativas e as 5 os caras cancelaram de última hora.

    Isso tudo só me faz perceber que aquela fase de atividade social ativa e superficial já acabou, e que agora tenho que me focar em manter as boas que já tenho e gradualmente fazer crescer as que aparecerem, mas com as pessoas com potencial pra algo mais além de bebedeira, ONS, festas, meetups, etc.

    E realmente, as pessoas não tem mais assuntos senão: quando vai tomar a vacina, como foi sua quarentena, etc. Percebi que ninguém saiu ileso, até os mais populares e ricos dos rolês parecem que envelheceram tanto, alguns estão mais tímidos e calados, outros engordaram (eu no caso, + 5kg), outros estão com algumas esquisitices pois perderam suas habilidades sociais, etc.

    • Cris diz:

      Você deu sorte em fazer uma boa amizade no grupo. Eu gostaria muito também de fazer amizade assim.
      Gente, nem me fala em engordar em período covid. Aff, eu nem sei quanto engordei, pois minha balança quebrou, mas te digo, minhas calças jeans não querem fechar o zíper. Tive que investir em roupa com elástico na cintura! kkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *