Raios

Ontem, antes de sair para aquela caminhada da gruta até o farol na ilha de Capri, o velhinho, dono da pousada onde eu estava hospedada, me disse assim: olha, amanhã o mar não estará bom para entrar na gruta ou fazer passeio de barco.

Olhei a previsão do tempo e não vi nada que me deixasse preocupada. Não sei se esse homem tem uma ligação especial com São Pedro, só sei que ele estava certo e o website que eu consultei, não.

Marquei um passeio de barco antes de ir embora. Saí de mala e cuia, pois eu pegaria a balsa para Sorrento logo após o passeio.

O dia estava meio nublado e não tinha vento. No barco somente dois casais americanos que estavam de lua de mel e a tia Cris, junto com o navegador. Não tinha vento, no entanto o mar estava bem agitado. Dava pra sentir as ondas grandes, pois estávamos num barquinho pequeno, dessas embarcações que eles chamam de ‘gozzo caprese’.

O povo dessa região da Itália é muito supersticioso. Quando o barco estava prestes a passar pelo buraco no rochedo, o navegador disse que os casais deveriam se beijar ao passar por baixo do arco para trazer boa sorte no amor. Aí ele olhou pra mim e disse: você pode me beijar. Eu ri.

Eu não sou uma pessoa supersticiosa, mas pelo sim pelo não, assim que o barco entrou debaixo do rochedo, os casais estavam se beijando, olhei para o marujo e ele fez um biquinho. Acho que ele estava só de brincadeira, mas eu tasquei um selinho nele. Vou deixar uma oportunidade dessas passar?

Faltavam somente uns dez minutos para o passeio acabar, começou a chover e eu vi uns raios caindo no mar atrás de nós. Me assustei. Então reparei que as outras embarcações mais rápidas começaram a acelerar para chegar no porto. E nós no teco-teco, tentando não sair voando quando vinha onda grande. Eu segurava minha bagagem para que nada caísse no mar.

Eu queria emoção e aventura? Tome emoção e aventura!

Olha, agendei a balsa para Sorrento na hora certa. Entrei na balsa e começou a chover pra valer. Mas a sorte estava do meu lado. Em meia hora chegamos em Sorrento, e lá não estava chovendo. Nem um pingo. Aproveitei para dar uma olhada na cidade e gostei muito. Talvez um dia eu volte lá para explorar melhor.

De lá peguei o trem da Circumvesuviana para vir para Pompei. Aqui, porém, não sei se terei a mesma sorte. A previsão para amanhã é de chuva torrencial e eu tenho planos de subir o Vesúvio. Será que vai dar certo?

Esta entrada foi publicada em Viagens com as tags . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.